Justiça Eleitoral investiga denúncia de mulher que teria tido voto computado antes de comparecer às urnas no interior de SP | Bauru e Marília


A Justiça Eleitoral investiga o caso de uma eleitora que não conseguiu votar durante o primeiro turno das eleições gerais em Lins (SP), no último domingo (2), porque o seu voto já havia sido computado. O episódio foi registrado na seção 147 da Escola Estadual Minervina Sant’anna Carneiro, localizada na 67ª zona eleitoral da cidade.

A eleitora, que possui mais de 60 anos, compareceu ao local de votação por volta das 10h30 e, ao apresentar o documento com foto e o título de eleitor, foi informada pelo mesário da seção de que o voto dela já havia sido computado.

A idosa informou formalmente o cartório eleitoral do ocorrido na segunda-feira (3) e encaminhou também o boletim de ocorrência registrado sobre o caso. No mesmo dia, o juiz eleitoral Adriano Ponce determinou a auditoria da urna da seção.

A Justiça Eleitoral, acompanhada do Ministério Público, extraiu nesta terça-feira (4) o documento que consta sobre as movimentações feitas na urna eletrônica para iniciar a apuração.

Por enquanto, a investigação está inconclusiva, mas as autoridades trabalham com a possibilidade de falha humana. A apuração deve terminar somente na semana que vem, já que a Justiça de Lins aguarda algumas informações do Tribunal Superior Eleitoral.

Confira mais notícias do centro-oeste paulista



Fonte: G1


04/10/2022 – Rádio Cidade FM

PUBLICIDADE

CONTATO

ONDE ESTAMOS

Rodovia Brigadeiro Eduardo Gomes – SP 457 Bastos / Iacri – KM 98 + 500Mts – CEP: 17.690-000.

© 2024 Cidade FM - Todos os Direitos Reservados.

INICIANDO...