Eleições 2022: domingo de votação é marcado por filas e trocas de urnas em Bauru e Marília | Eleições 2022 em Bauru e Marília - SP


O domingo (2) do primeiro turno das eleições de 2022 foi marcado por autuações, substituição de urnas eletrônicas e ‘chuva de santinhos’ nas regiões de Bauru e Marília (SP).

Logo pela manhã, eleitores registraram intensa movimentação nos colégios eleitorais dos municípios da região. (Confira a cobertura em tempo real).

Em Bauru, longas filas foram formadas nas entradas das seções da Faculdade de Tecnologia (Fatec), da Faculdade Unisagrado e da Universidade de São Paulo (USP), onde eleitores declararam terem aguardado mais de uma hora para votar.

Na EMEFEI Chico Xavier, em Marília, algumas pessoas tiveram que aguardar do lado de fora da escola antes de entrar na seção.

Às 10h uma urna na escola E.E. Profa. Marta Aparecida Hjertquist Barbosa, o Caic, em Bauru, apresentou problemas precisou ser trocada. Uma fila se formou no local.

Antes mesmo do início da votação, um aparelho da Escola Estadual Clotilde de Castro Barreira, em Cândido Mota (SP), apresentou problemas no teclado e também teve que ser substituída.

Sujeira na Rua Benedito Mendes Faria, em Marília (SP)  — Foto: Renan França/Arquivo Pessoal

Sujeira na Rua Benedito Mendes Faria, em Marília (SP) — Foto: Renan França/Arquivo Pessoal

Os eleitores também reclamaram de sujeira nas ruas. Em Marília, a 200 metros da escola Antônio Ribeiro, que fica na Rua Benedito Mendes Faria, ‘santinhos’ no chão foram registrados pela população.

Os panfletos também foram flagrados no Colégio José Aparecido Guedes de Azevedo e na E.E. Stela Machado, em Bauru.

O descarte irregular de propaganda eleitoral em frente aos locais de votação é proibido pela Justiça Eleitoral. O fato pode caracterizar, inclusive, o crime de Boca de Urna.

Ainda por volta das 10h, houve um tumulto na EMEF Nelson Gabaldi, em Marília. De acordo com o cartório eleitoral da cidade, um eleitor começou a falar alto o nome de um candidato no local. Foi dada a preferência para que ele votasse e saísse da escola, mas ele continuou no pátio da unidade. A Polícia Militar foi acionada e, após conversa com os policiais, o eleitor foi embora do local.

A prefeita de Bauru, Suéllen Rosim (PSC), votou na USP da cidade por volta das 11h.

Prefeita vai à urna na Universidade de São Paulo  — Foto: Foto: Gabriela Milazeni/TV TEM

Prefeita vai à urna na Universidade de São Paulo — Foto: Foto: Gabriela Milazeni/TV TEM

Ao fim da manhã, o prefeito de Bocaina (SP), Marco Antonio Giro (DEM), foi preso por suspeita de praticar boca de urna perto de um local de votação, o que é proibido pela legislação eleitoral. De acordo com o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral), ele foi flagrado pelo chefe do cartório eleitoral e pelo juiz eleitoral Alexandre Vicioli perto da Escola Municipal Santa Rita de Cássia distribuindo “santinhos”.

Com ele, também foram encontrados alguns adesivos com propaganda eleitoral. Todo o material foi apreendido. O prefeito foi conduzido à delegacia, onde foi registrado um boletim de ocorrência, e foi liberado em seguida.

Prefeito de Bocaina Marco Antônio Giro, o Pipoca — Foto: Foto: Reprodução/Facebook

Prefeito de Bocaina Marco Antônio Giro, o Pipoca — Foto: Foto: Reprodução/Facebook

Ao meio-dia, uma mulher foi conduzida à delegacia por suspeita de boca de urna em Lençóis Paulista (SP). De acordo com a polícia, ela estava distribuindo ‘santinhos’.

Às 15h, um mesário foi detido neste domingo por usar um boné do Movimento dos Sem Terra (MST) na EMEF Prof. Eurico Acçolini, em Bariri (SP). Segundo a Polícia Militar, ele foi levado para a delegacia e, depois de prestar depoimento e ser feito um boletim de ocorrência, foi liberado.

Movimentação intensa foi registrada no Caic  — Foto: Fernanda Marion/TV TEM

Movimentação intensa foi registrada no Caic — Foto: Fernanda Marion/TV TEM

Até o meio desta tarde, seis urnas precisaram ser trocadas em Bauru. Três delas foram substituídas na 300ª zona eleitoral, duas na 23ª zona e uma na 387ª.

Em Marília, segundo o cartório da 400ª zona eleitoral, foi necessário trocar oito urnas eletrônicas. Entre os aparelhos substituídos, dois estavam no Colégio Criativo, um na E.E Prof. Geraldo Zancope e um na E. E. Prof. Antonio de Baptista, além de outras localidades. Até por volta das 16h10, a 70ª Zona Eleitoral ainda não havia divulgado balanço.

Antes mesmo das 16h30, eleitores em Marília já se concentravam na sede da Justiça Eleitoral, no Centro da cidade, para acompanhar a chegada das urnas. No cartório da 23ª zona eleitoral, em Bauru, eleitores também aguardam pela chegada das urnas para início da apuração.

A votação foi encerrada às 17h, mas por causa das filas, todos os que estiverem dentro das seções eleitorais mesmo após esse horário irão poder votar.

Expectativa para chegada das urnas para início da apuração em um dos cartórios eleitorais de Bauru — Foto: Adolfo Lima/TV TEM

Expectativa para chegada das urnas para início da apuração em um dos cartórios eleitorais de Bauru — Foto: Adolfo Lima/TV TEM

O g1 Bauru e Marília acompanha a apuração em tempo real, neste domingo (2), para todas as 100 cidades da área de cobertura. O eleitor poderá verificar como foi o desempenho dos candidatos a presidente da república e a governador de São Paulo em cada município.

Como as eleições deste ano são nacionais e estaduais, a apuração por cidade serve apenas para amostragem local. Os candidatos eleitos ou que vão para o segundo turno são aqueles que receberam mais votos em todo o estado ou no país.

O primeiro turno das eleições ocorrerá neste domingo (2) e o segundo está previsto para 30 de outubro. A votação tem previsão para encerrar às 17h. A apuração começa com o fechamento das urnas.

Veja mais notícias da região no g1 Bauru e Marília.

Confira mais notícias do centro-oeste paulista:



Fonte: G1


02/10/2022 – Rádio Cidade FM

PUBLICIDADE

CONTATO

ONDE ESTAMOS

Rodovia Brigadeiro Eduardo Gomes – SP 457 Bastos / Iacri – KM 98 + 500Mts – CEP: 17.690-000.

© 2024 Cidade FM - Todos os Direitos Reservados.

INICIANDO...